Archive for agosto \20\UTC 2008

Mais tempo em casa com o bebê

agosto 20, 2008

No dia 13 de agosto, a Câmara aprovou o projeto de lei que amplia a licença maternidade de quatro para seis meses.  Agora,  o projeto depende da sanção do presidente Luiz Inácio Lula da Silva para entrar em vigor, mas ontem (dia 19) o ministro da Fazenda, Guido Mantega, quase pôs areia na aprovação de Lula, pois alertou que os cofres públicos sofreriam uma perda de 800 milhões de reais ao ano com a nova lei. O presidente acabou aceitando que a medida é socialmente importante e já declarou que irá aprová-la (depois de reclamar que a Câmara não deveria ficar aprovando leis para que ele fosse obrigado a vetar… em outras palavras, admitindo que seu veto seria totalmente impopular neste caso, ainda mais em véspera de eleições municipais).  

O projeto aprovado na Câmara prevê que os quatro primeiros meses de licença maternidade continuarão sendo pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Os salários dos dois meses a mais serão pagos pelo empregador, que receberá incentivos fiscais: sobre o valor bruto do salário não vão incidir o imposto patronal de 20% nem os 11% do INSS.  O valor pago pelo empregador nos 2 meses adicionais será deduzido integralmente do imposto de renda da empresa.

Segundo a senadora Patrícia Saboya (PDT-CE), autora do projeto, cerca de 100 municípios, entre eles o Rio, e 11 governos de Estado já adotam licença maternidade de seis meses. Algumas empresas já dão o benefício, caso de  Nestlé, Wall-Mart, Garoto, Fersol e Eurofarma.

Outros detalhes do projeto de lei:

– o prazo de 180 dias não é obrigatório, as empresas decidem se concedem o benefício.

– só a partir de 2010 as empresas privadas começarão a receber incentivos fiscais para conceder a extensão da licença.

– quando a empresa adere, é obrigada a estender o benefício a todas as funcionárias.

– a lei beneficia também as mães adotivas.

COMENTE, OPINE, PARTICIPE…

 

 

 

Dores e delícias no ninho

agosto 20, 2008

A tecnologia e a internet permitiram o trabalho remoto em muitas profissões. Mas trazer o trabalho para dentro de casa exige estabelecer limites bem claros entre o profissionais e o pessoal. Diga-se de passagem, esses limites são de espaço e de tempo, principalmente. 

Na prática, o trabalho em casa é feito de atitudes. Você vai trabalhar de chinelos ou se arruma como se fosse para a empresa? Costuma assaltar a geladeira ou aproveita para seguir uma dieta mais saudável? Consegue dar conta de tudo ou continua correndo atrás do tempo que fugiu, sei lá como e pra onde!! Curte trabalhar sozinha ou acha motivo para reencontrar os amigos e os ex-colegas? Faz muitas pausas para atender as vontades das crianças e trabalha mesmo à noite?

Como você equilibra essa vida? Conte para as equilibristas, dê conselhos, divida as agruras… Esse é o lugar!

E se você já tentou trabalhar em casa e não conseguiu, conte pra gente também! 

 

 

  

 

Equilibristas, para ajudar basta um clique!

agosto 20, 2008

http://www.cancerdemama.com.br

Vamos salvar o site do câncer de mama?! Não custa absolutamente nada e depende só de vontade. O Site do câncer de mama está com problemas, pois não tem o número de acessos e cliques necessários para alcançar a cota que lhes permite oferecer UMA MAMOGRAFIA GRATUITA, diariamente, a mulheres de baixa renda. Demora um segundo ir ao site e clicar na tecla cor-de-rosa que diz: “Campanha da Mamografia Digital Gratuita”.

Não custa nada. Por meio do número diário de pessoas que clicam os patrocinadores oferecem a mamografia, em troca de publicidade.

 

Vale apena ajudar!