Realidade em “Linha de Passe”: a mãe não dá conta

by

Fui ao cinema assistir “Linha de Passe”, de Walter Salles e Daniela Thomas. As imagens penetram o lado cruel da cidade de São Paulo e, principalmente, a realidade dura de quem habita a periferia. 

É impossível não se solidarizar com a mãe de quatro filhos homens, grávida de mais um filho ou filha. A personagem principal (representada pela atriz Ana Carolina Dias, que mereceu a palma de ouro em Cannes) luta com dificuldade para criar os filhos, sem, no entanto, dar conta. Precisar sair cedo para trabalhar significa deixar cada um deles (em idades diferentes, da infância à idade adulta) à própria sorte. Ela também não consegue se sair bem como “pai e mãe”, embora tente bastante. Cada um dos filhos arruma uma figura postiça de pai, sinal de que as famílias ficam capengas MESMO sem esta figura. 

Me senti entristecida diante do arranjo incômodo de cada um por si, como uma lei da selva urbana. Quantas oportunidades estas pessoas deixam de ter e quantas alegrias lhe são negadas? Esse é apenas um modo de ver o quadro. As imagens na tela também permitem entrever que o destino de cada um depende apenas de suas escolhas ou ações. Em todos os casos, vale muito a pena assistir ao filme e tirar suas próprias conclusões! Maggi  

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: